domingo, maio 28, 2006

Velhos tempos

- Amaaando!
- Opa...
- Tudo bem? Não tá lembrada de mim?
- Humm...
- Fernanda*, do colégio.
- Ahhh Fernanda, poxa, quanto tempo, hein?
- Pois é, acho que faz uns 10 anos né
- E aí, como você está?
- Estou ótima, e você?
- Estou bem. Você está tão diferente. Quase que eu não lhe reconheço.
- Pois é, mudei um pouco. Estou com uns quilinhos a mais.
- Acontece, todo mundo muda com o tempo.

A Fernanda foi o meu grande amor durante os anos do colégio. Ela tinha um rostinho de bebê, cabelos pretos longos e um corpinho escultural. Mas agora estava irreconhecível: pele estragada, cabelos loiros pintados com água oxigenada e com muuuitos quilinhos a mais.

É claro que não pude perder a oportunidade de aproveitar a má fase dela para realizar o meu antigo desejo colegial.

Na nossa conversa pós-coital, confessei:

- Você sabia que eu sempre tive o maior tesão por você?
- Sério?
- Era. Eu sempre ia lá na piscina do colégio só para te ver. Até hoje me lembro daquele seu maiô azul marinho e aquela toquinha.
- Piscina?
- É, nos treinos do time de natação
- Do que você está falando?
- O time de natação que você...
- Eu nunca participei de nenhum time de natação, Amando. Eu mal sei nadar.
- Peraí.. você não é a Fernanda que estudou comigo na 8a série?
- Está louco, Amando?

Poxa vida, transei com a pessoa errada!

* nome fictício

4 comentários:

Anônimo disse...

Muito boa Amando. Mesmo sendo a mulher errada, não perde a oportunidade. Na verdade, eu acho que vc nem sabia quem estava comendo. hehehehe

Anônimo disse...

E agora você vai caçar a verdadeira?

a fugitiva disse...

caramba! que mancada.
porém que bom que a oportunidade não foi perdida, hehehe.

thiago disse...

Pô Cara..os posts são fera...as caçadas são muito boas..mais tá repetindo todas as postagens antigas...Sou fâ...vivo essas trapalhadas, mais essas repetições estão quebrando as pernas